Biografia Mildred Aubry

Brasileira, Mildred cresceu ouvindo, desde pequena, os sucessos da bossa nova e as canções da MPB. Ela aprendeu a tocar o piano e depois o violão, mas foi a sua voz que primeiramente encantou e alegrou sua família, alcançando, mais tarde, um publico maior no Estado de S.Paulo. No Brasil,  país onde a musica é sempre presente, ela tocou e cantou com muitos grupos diferentes. Seu timbre caloroso seduziu o público de diversos festivais brasileiros, onde se apresentou com músicos amigos, dentre os quais podemos destacar os nomes de  Bitenka, Kalau, Beto Passarella, Gustavo Giovelli, Wanderley Caversan, Nando Sabbag , entre outros.

Mildred vive na Suiça há muitos anos. O publico local « jurassien » a descobriu no concurso « Médaille d’Or de la Chanson » em Saignelégier em 1987, no qual ela ganhou em primeiro lugar. Ao mesmo tempo em que cuida da familia e das atividades profissionais, ela exprime seu amor pela música fazendo varios shows na Suiça e na Alemanha. Ela se apresentou na abertura do espetáculo da cantora brasileira Beth Carvalho em Wettingen, e também no palco « off » do Festival de Jazz em Montreux com o grupo Amazônia. Geralmente  canta acompanhada pelos talentosos Floriano Inacio Jr, Dudu Penz, Mauro Martins, Rodrigo Botter Maio, Tonico da Silva, Ademir Candido e Ecio Parreira. Entre 2007 e 2010,  apresentou « Mildred canta Buarque » com os músicos suíços Claude Rossel, Mathieu Schneider, Olivier Nussbaum e Alain Tissot.

Em seguida, ela cria « Eu sou o samba ». Mildred desenvolveu seu repertorio de canções brasileiras que  apresenta de diferentes maneiras : sozinha, voz e violão, um quinteto brasileiro em torno do samba  e em trio. Seu talento, uma voz que nos fala da musica de seu país, dando novas interpretações aos clássicos de grandes nomes da MPB, além de uma boa experiencia no palco, são os ingredientes que explicam seu desejo de compartilhar sua paixão.